5 erros comuns no marketing imobiliário

marketing_imobiliário_balneario_camboriu_itapema_itajai_design_publicidade

Enumeramos alguns erros comuns cometidos no marketing imobiliário. São eles:

1 – Confiar única e exclusivamente na qualidade do produto

Muitos empreendedores da área imobiliária, acreditam que basta confiar na qualidade do produto para realizar uma ótima venda. Com a competição acirrada, é comum os edifícios e lançamentos possuírem padrão de acabamento similar, com grande qualidade, repletos de uma área de lazer plena, playground, academia, segurança, automação, etc. Porém esse não deve ser um fator fundamental para se manter na zona de conforto para realizar a venda. Acreditem, os clientes não cairão no seu colo.

 

2 – Copiar tendências

Qualquer produto no mercado é reconhecido pela originalidade. Ou edifícios criados em determinado lugar que tornam a região especial por possuir um aspecto singular em seus projetos arquitetônicos. Entretanto algumas construtoras copiam temas para suas fachadas e os incorporam sem procurar estabelecer um critério de diferenciação. Por exemplo, o estilo neoclássico admirado por muitos apresenta um leve risco de tornar uma região litorânea de origem açoriana em um local confuso, com edifícios lembrando o movimento do século XVIII. Cabe ainda lembrar que a expressão neoclássico é erroneamente utilizado, pois a arquitetura neoclássica ocorreu no Brasil somente no século XIX. Em resumo, diversas fachadas não condizem em nada com o interior dos apartamentos, com uma decoração clean e moderna, além de não levar em conta a produção do legado de nossa paisagem urbana no futuro, com a presença de obras totalmente desconexas entre si.

 

3 – Não trabalhar uma identidade forte e posicionamento único 

Perdemos as contas de quantos edifícios possuem o nome Maison, Imperial, Classic, Le Monde, Ocean, etc, são nomes comuns e clichês explorados no marketing imobiliário. E para nosso espanto ainda são fortemente utilizados atualmente. Um nome manjado com certeza não contribuirá para fixação de uma marca forte para o empreendimento. Além disso, é visível a falta de busca por alguns posicionamentos únicos. Recentemente conheci uma que foi pioneira em buscar um atributo diferente. Ex: a primeira com conceito de Nova York com telhados rooftop e está evidenciando isso em sua comunicação. Toda marca emite sinais e estes sinais geram impacto em termos de branding e marketing.

 

4 – Achar que basta investir pouco em mídia e desconsiderar ajuda de especialistas

Um dos erros mais comuns é querer ganhar muito dinheiro (muito mesmo), e investir pouco ou quase nada na divulgação e captação de leads. Raras exceções, existem empresas que dedicam de 2% a 5% de seu faturamento em contratar profissionais especializados e deixar que estes mesmos realizem seu trabalho, aproximando o público correto do produto correto. Em diversos casos que já tivemos acesso, os investimentos em marketing são a última linha de uma planilha de custos da obra, sendo negligenciada a percepção dos compradores em relação ao produto. Colocar preto e dourado nos folders com as palavras “luxo” não será suficiente para comunicar esse atributo. É importante confiar em quem realmente possui formação na área.

 

5 – Esquecer de detalhes que inspiram confiança

Com a era digital, todo processo de compra já está 60% formado na cabeça do consumidor. Ao contrário de décadas atrás, para conhecer um produto éramos alvejados por comerciais no intervalo de um jogo, por exemplo. Se gostaríamos de conhecer o “novo Gol” tínhamos que ir até a concessionária e receber todas as informações por parte do vendedor. Hoje com apenas alguns cliques conseguimos comparar preços, locais de compra, reputação de lojas, cores, modelos, etc. E mesmo assim diversas empresas esquecem de possuir um ambiente virtual favorável a criar essa reputação e gerar muita confiança em poucos segundos. É muito comum ainda observar construtoras consolidadas com e-mails gratuitos @bol.com.br, pontos de contato da marca fracos, desalinhados entre si e sem um site bem projetado.

 

Alexandre Linhares, Designer com pós graduação MBA Marketing Estratégico e Especialista em Branding – Gestão de Marcas. Atua na área desde 2002 e em 2008 fundou a Linhares Branding & Design.

Google+